Criando um redirecionamento de aplicativo bem-sucedido: como fazer do jeito certo - AppsFlyer (Portuguese)
6 Min. Read

Criando um redirecionamento de aplicativo bem-sucedido: como fazer do jeito certo

Avatar Ran Avrahamy Jan 12, 2015

90% dos profissionais de marketing acreditam que o redirecionamento é a melhor ou uma das melhores táticas para aquisição de usuários pagos. Com o redirecionamento de desktop amadurecendo, os profissionais de marketing estão cada vez mais contando com o redirecionamento de aplicativos para dispositivos móveis para aumentar sua base de usuários.

O entusiasmo em torno dos anúncios de redirecionamento móvel é bem razoável. Afinal, as conversões de vendas para o redirecionamento móvel são 13 vezes mais altas do que as de redirecionamento em computadores. Além disso, o redirecionamento móvel tem uma taxa de cliques 46% maior do que nos desktops.

Redirecionamento de aplicativos poupa dinheiro

O redirecionamento móvel também proporciona economia, se comparado a outros canais de aquisição de usuários pagos.

Com números grandes assim, faz sentido que a maioria dos profissionais de marketing de aplicativos acabe contando com o redirecionamento para promover seus aplicativos móveis.

Como o redirecionamento funciona para aplicativos móveis?

Existem dois cenários comuns:

  1. Alguém visita o seu site usando dispositivos móveis ou um computador de mesa
  2. O usuário instala o seu aplicativo

No primeiro caso, quando um visitante acessa o seu site, a sua meta de redirecionamento é persuadir o visitante a instalar o seu aplicativo. Isso pode ser realizado colocando um pixel de rastreamento no seu site, geralmente a partir da sua rede de anúncios. Os pixels colocam um cookie no navegador do usuário, permitindo que os seus anúncios sigam a atividade on-line de um usuário e, por fim, acabem pedindo para o usuário instalar o seu aplicativo (se ele estiver navegando em um dispositivo móvel).

No segundo caso, quando o usuário já possui o aplicativo, a sua meta é fazer com que ele realize uma compra no aplicativo ou o utilize. Isso pode ser feito integrando um SDK ou em uma rede de anúncios, ou para uma plataforma de acompanhamento, como a AppsFlyer, que pode identificar o usuário e transmitir as informações para a rede de anúncios para anúncios de redirecionamento. Assim que a rede de anúncios puder identificar o dispositivo do usuário, os anúncios poderão ser veiculados em aplicativos e em sites para dispositivos móveis.

Como otimizar suas campanhas de redirecionamento de aplicativos

Qualquer um pode lançar uma campanha de redirecionamento, mas nós, profissionais de marketing, ganhamos a vida por saber otimizar campanhas.

Aqui estão 11 dicas para otimizar suas campanhas de redirecionamento de aplicativos:

1. Use links diretos

Dois casos de uso para usar links diretos em seus anúncios de redirecionamento:

  1. O usuário visitou um site pelo computador e agora está navegando on-line ou em um aplicativo de terceiros. Usar links diretos no seu anúncio solicitará ao usuário que instale o seu aplicativo, caso ele já não o tenha instalado, ou iniciará o aplicativo, se ele já estiver instalado
  2. Quando um usuário clica em um link direto, o seu aplicativo é iniciado em uma página de destino específica, especialmente projetada para a sua campanha (por ex.: promoção especial de fim de ano), o que aumenta as taxas de conversão.

2. Seja criativo com canais

Você tem à disposição muitas plataformas onde colocar seus anúncios de redirecionamento, como:

  • Sites móveis
  • Aplicativos móveis de terceiros
  • Mecanismos de busca móveis
  • Redes sociais

Cada canal tem seus próprios prós e contras e suas características específicas.

3. Invista nos seus criativos

Criar bons anúncios em dispositivos móveis requer certa habilidade, já que você precisa lidar com telas pequenas, com variações nos espaços para texto. Também tenha em mente que as pessoas usam diferentes tipos de dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

smartphone-vs.-tablet-usage

Segundo a Forrester Research, existem muitas diferenças comportamentais entre usuários de smartphone e tablet.

Os anúncios móveis da JackThreads são um excelente exemplo de criação de anúncios otimizados para dispositivos móveis. Os usuários veem um anúncio em um banner de 320×50 que se expande ao clicar, revelando um anúncio maior e mais detalhado. Isso é ótimo, porque a JackThreads conseguiu criar um banner interativo que imita seu aplicativo móvel depois de clicado.

4. Limite a frequência dos seus anúncios

Você quer que os seus anúncios lembrem os usuários de instalarem ou se reengajarem com o seu aplicativo. Se os seus anúncios seguirem o usuário agressivamente onde quer que ele navegue (no aplicativo e na web móvel), você corre o risco de perturbar ou irritar o usuário.

Não basta adivinhar qual é a frequência ideal dos anúncios: é preciso fazer testes, assim como a Indochino fez quando descobriram que quanto mais altas as impressões por usuário, maior seria seu ROI. Antes de tudo, entenda quem é seu público e por que ele está vendo os seus anúncios. Aí, faça uma previsão fundamentada sobre com que frequência começar e vá fazendo testes que aumentem e diminuam o limite de frequência à medida que a campanha de remarketing avança.

5. Sempre teste

Inicie as suas campanhas com alguns tipos diferentes de anúncios (variações no texto e no design) e páginas de destino no aplicativo. Experimente com base no que já funcionou antes e alguns que sejam diferentes, mas que você considere que vão funcionar bem.

Então, siga testando para ver em qual direção deve seguir e comece a fazer mudanças para melhorar os vencedores do teste. A UserTesting teve boas ideias para obter mais insight sobre por quê certos anúncios tinham melhor desempenho que outros:

Descobrimos que o banner verde tinha uma conversão melhor que o azul … fizemos alguns testes de usuários para descobrir por quê.

… as pessoas clicavam no banner verde por causa da cor mais viva … Mas o que a nossa análise não nos disse foi que os participantes gostavam de ver a palavra "grátis" no CTA do banner azul (embora não o fosse suficiente para convencê-los a clicar).

…agora, sabemos que o próximo lote de anúncios de texto precisa ter cores vivas E a palavra "grátis" no CTA…

usertesting-ab-test

Entender o que se passa na mente do público fará com que seja muito mais fácil criar anúncios com desempenho cada vez melhor.

6. Exclua usuários convertidos

Certifique-se de poder acompanhar quais usuários foram convertidos e excluí-los de ver mais anúncios (os famosos "kill pixel" ou "burn code").

Continuar veiculando anúncios para usuários já convertidos pode incomodá-los e passar uma imagem não profissional de você.

7. Encontre um parceiro para aplicativos móveis e web móvel

Os usuários móveis muitas vezes alternam entre aplicativos móveis e a web móvel.

  • Mais de 80% dos usuários de dispositivos móveis começam suas pesquisas para compras na web móvel, de acordo com o Google
  • Os usuários de dispositivos móveis passam 86% do seu temponesses dispositivos usando aplicativos, de acordo com a Flurry

Se os usuários dividem o tempo e tarefas entre aplicativos móveis e a web móvel, você precisa de um fornecedor de publicidade de redirecionamento móvel que possa alcançar usuários em ambas as plataformas. Caso contrário, ou você perderá o local onde os usuários começam a pesquisa de compra (web móvel) ou o local onde eles passam a maior parte do tempo (aplicativos móveis).

mobile-research-web-and-app-time1

8. Use só um fornecedor

A melhor prática é usar apenas um fornecedor para os seus anúncios de redirecionamento. Assim, você mantém todos os seus dados e acompanhamento em um só lugar. Isso torna muito mais fácil segmentar usuários e fornece amostras maiores para analisar os resultados.

Você também não vai querer os mesmos usuários sendo acidentalmente direcionados por duas campanhas de redirecionamento diferentes. Isso pode resultar em usuários vendo uma maior frequência de anúncios, mensagens de anúncios conflitantes e ofertas diferentes.

9. Analise suas métricas

Você precisa ficar de olho no desempenho dos seus segmentos, campanhas e criativos se quiser aumentar o seu ROI de redirecionamento. Acompanhe cliques, instalações, receitas e eventos no aplicativo.

Monitorando as métricas, você consegue ver quais mensagens, designs e segmentos estão funcionando melhor e redistribuir apropriadamente os seus gastos com anúncios. Além disso, talvez seja bom tentar melhorar as mensagens, designs e segmentos que não se saírem tão bem.

10. Preste atenção às exibições

Exibições mostram quantos usuários viram o anúncio e não clicaram, mas depois foram ao seu aplicativo para fazer uma compra ou instalação. Embora isso seja menos importante para aplicativos móveis, onde as instalações são instantâneas, mesmo assim é uma maneira útil de ver quantas conversões, no total (conversões normais + conversões de exibição), foram resultado dos seus anúncios.

11. Segmente os seus usuários

As pessoas reagem a mensagens que sejam relevantes para elas. Se você quer um bom desempenho para a sua campanha, certifique-se de que ela seja direcionada a um grupo bastante específico de usuários. Alguns possíveis parâmetros de segmentação incluem: localidade, uso anterior, compras (ou tipos de compras) e recência.

O redirecionamento móvel só tende a crescer

O redirecionamento móvel ainda é um espaço relativamente novo e há muitos outros métodos que não foram implementados o suficiente para serem considerados comprovadamente eficazes.Algumas questões pendentes para o redirecionamento móvel incluem quais tipos de formatos de anúncio funcionam melhor, quais são as diferenças entre o redirecionamento na web móvel e nos aplicativos móveis e como as novas tecnologias de links diretos inteligentes abrem novas oportunidades para os profissionais de marketing de aplicativos.