Novos rankings de monetização no Performance Index I AppsFlyer
5 Min. Read

Novos rankings de monetização se destacam no Performance Index da AppsFlyer, Edição Home Office

Avatar Shani Rosenfelder Oct 19, 2020

O 11º Performance Index da AppsFlyer — que classifica as melhores fontes de mídia de anúncios mobile desde 2015 — já está disponível, em sua Edição Especial de Home Office! Seus dados analisam a primeira metade de 2020, um momento marcado por milhares de pessoas, em todo o mundo, trabalhando de casa por conta da COVID-19 e das políticas de distanciamento social. 

Qual foi o efeito da pandemia sobre os rankings?

Vimos as métricas mobile, em todo o mundo terem um pico durante a quarentena, já que as pessoas em casa estavam buscando se entreteter (por streaming de séries, filmes e música, jogando jogos), se comunicar, se exercitar, pedir comida, fazer pagamentos online e muitas outras atividades. Para atender a essa alta demanda, vimos profissionais de marketing fazerem uma busca agressiva por novos usuários.

Tendo isso dito, o impacto da pandemia sobre os rankings de fontes de mídia no primeiro semestre de 2020 foi mínimo. Os profissionais de marketing estavam extremamente ocupados, mas usaram as mesmas fontes de mídia que usaram nos últimos anos — uma lista consolidada de parceiros líderes, fraud-free, que possuem tecnologia poderosa e escala de dados para a otimização de campanhas.

 

E o que há de novo na Edição Home Office? Os Índices de IAP e de IAA!

A evolução do nosso Index está associada principalmente ao crescimento acelerado da nossa escala e às limitações rígidas que usamos para assegurar resultados estatisticamente válidos. A Edição I do Performance Index incluía apenas rankings globais de jogos e de aplicativos não relacionados a jogos, enquanto na Edição X os rankings foram separados por localização, plataforma e subcategoria.

A granularidade é a alma do negócio. 

Mas o Index sempre se baseou nos dados de retenção como principal fator para o sucesso. Isso porque todo e cada aplicativo que fazem parte de nosso sistema tem esses dados. 

Apesar de a AppsFlyer deter 65% de parcela do mercado global, a Edição XI marca a primeira vez que tivemos escala o suficiente para lançar rankings voltados para a receita e a monetização (ao contrário dos dados de retenção, os dados de monetização requerem configuração e implementação únicas, e, por isso, a quantidade de aplicativos que têm esses dados é menor).

  1. O Índice de IAP: As fontes de mídia foram classificadas por sua capacidade de direcionar usuários com a maior probabilidade de completar uma compra no aplicativo (IAP, in-app purchase) usando métrica da parcela de usuários pagantes (taxa de conversão de instalação para compra). A importância de IAPs em uma economia de aplicativos baseada em um modelo freemium é enorme, e têm prioridade sobre a retenção no marketing de aplicativos de performance.  
  2. O Índice de IAA: As fontes de mídia foram classificadas por sua capacidade de direcionar usuários que geram mais receita com anúncios — informação essencial para aplicativos que dependem de anúncios in-app (IAA, in-app advertising) como principal fonte de receitas.

Enquanto o IAP esteve presente desde o início dos jogos mobile, o IAA começou a ser utilizado mais tarde, abrindo um fluxo de receitas completamente novo, e gradualmente se tornando parte essencial da maioria dos jogos entre diversos gêneros.  

Como sempre, a Edição XI também inclui o Índice de Retenção, o Índice de Remarketing e o Índice de Crescimento. Em resumo, esses 5 índices oferecem um relatório completo sobre o panorama das mídias mobile em diversas áreas.

Para te dar uma amostra dos resultados, veja as 3 principais descobertas:

 

1) A qualidade do Facebook impulsiona a rede social para o #1 lugar entre índices

O Índice de Performance padrão, ou Índice de Retenção, mostra o Google liderando o ranking universal de poder por uma pequena margem. Sua posição se deve à escala superior em todo o mundo, principalmente em APAC. 

Mas, quando olhamos para o Índice de IAP, o Facebook lidera frente ao Google por uma ampla margem no ranking universal de poder por conta de sua qualidade superior. 

Em um índice de performance, a parcela de usuários pagantes é um indicativo mais forte de boa performance do que a retenção. Além disso, o Facebook também domina o Índice de IAA e o Índice de Remarketing, o que torna óbvio o seu #1 lugar geral entre índices.

Uma análise de plataformas mostra que o Google é um claro vencedor no Android por conta de seu salto em países em desenvolvimento, onde o sistema operacional domina, enquanto o Facebook controla grande parte do iOS (é importante ressaltar que o Google parou de reivindicar conversões de Pesquisa do iOS para Parceiros de Atribuição de Aplicativos no início de 2020, então esse subconjunto das conversões do Google no iOS não foi considerado para esse relatório). 

 

2) A Unity Ads ascende como líder do triopólio de jogos

O salta na escala obtido pela Unity Ads a distanciou de suas duas principais concorrentes, ironSource e AppLovin (embora a sua qualidade seja a pior do grupo). O crescimento da rede foi impulsionado tanto pela integração de um grande número de novos clientes como pelo aumento dos orçamentos de clientes existentes em todo o mundo. 

No Índice de IAA, a Unity Ads ficou em segundo lugar, atrás apenas do Facebook, por sua escala ser consideravelmente maior que a da ironSource (quanto à qualidade, a diferença é bem menor). Ela é a principal plataforma que pode ser utilizada por desenvolvedores de jogos para criar jogos mobile e, como resultado, tem uma longa lista de jogos indie que monetizam com anúncios, muitos dos quais continuam a trabalhar com a rede Unity mesmo após o lançamento. 

 

3) A Apple Search Ads possui a maior parcela de usuários pagantes no Índice de IAP

A Apple Search Ads (ASA) está oferecendo ótimos resultados para aplicativos que não são de Jogos. Esses aplicativos são particularmente adequados para corresponder a uma forte intenção que vemos a partir do que os usuários buscam na App Store. Como resultado, a ASA possui a maior parcela de usuários pagantes no Índice de IAP, o que a faz ocupar o #2 lugar no ranking universal de poder do Index. 

Parte do seu sucesso pode ser atribuído à pandemia. O crescimento orgânico na App Store fez com que os profissionais de marketing começassem a investir em e/ou aumentassem seus esforços de otimização da app store, trazendo a Apple Search Ads para o topo, impulsionando crescimento impressionante e alta performance.

 

Para ver todos os insights dos 595 rankings de 11 regiões e 31 categorias, veja O Performance Index da AppsFlyer: Edição Home Office ainda hoje!