Cresça globalmente: como a localização do seu app mobile pode fazer com que ele domine o mundo

Por Einav Mor-Samuels
Mobile app localization: Featured sqaure

Assim como muitos de nossos colegas, seja trabalhando de forma remota, em home office ou no escritório, temos passado muito tempo no Slack. Para aqueles que são usuários diários desse aplicativo, conhecemos e adoramos o Slack por seus trocadilhos, anedotas e expressões idiomáticas regionais com as quais o aplicativo se comunica com seus usuários todos os dias.

Assim, podemos nos perguntar: como uma empresa como o Slack consegue se conectar com usuários de todo o mundo de forma tão significativa? (Tanto que a empresa afirma que possui usuários em mais de 150 países!) 

A resposta é a localização. Em seu blog post, Anca Greve do Slack comenta que “a localização fortalece a confiança dos nossos usuários, pois nos comunicamos em um idioma que eles entendem e usamos referências culturais que são familiares para eles.”

Ou seja, em uma economia mobile global, essa é uma área que movimenta um trilhão de dólares. E, considerando que os aplicativos mobile são responsáveis por gerar US$118 bilhões desse total, a localização do seu aplicativo pode, literalmente, fazer com que você tenha um crescimento explosivo.

A melhor forma de ganhar visibilidade global é localizar o seu aplicativo para diversos países e línguas. Quando bem feita, a localização do seu app pode fazer com que você obtenha uma parte desses US$118 bilhões, abrindo as portas para que o seu aplicativo domine o mundo.

O que é a localização de um aplicativo mobile?

É a prática de ajustar os recursos e a interface de um aplicativo para mercados globais. O poder da localização está na sua capacidade de disponibilizar o seu aplicativo para milhões de novos clientes em todo o mundo.

Caso você esteja se perguntando, a localização de um aplicativo mobile vai além da tradução, pois ela considera fatores como as diferenças linguísticas e culturais/técnicas entre os idiomas. Sua intenção deve ser duplicar o seu aplicativo, para que ele funcione e se pareça com o aplicativo que foi inicialmente criado para sua língua nativa e língua-alvo.

Veja abaixo um ótimo exemplo de um aplicativo da web e de mobile commerce que foi simultaneamente localizado e globalizado:

Exemplo de localização de um aplicativo
Fonte: Shopify

O Shopify possui o objetivo de capacitar empreendedores a realizarem vendas online. Por isso, o aplicativo facilita o processo de localização. À esquerda, um cliente do Reino Unido é levado para um site externo de vendas. À direita, um cliente canadense é levado para uma página de “adicionar ao carrinho”, para que ele efetue a compra diretamente no site. A localização pode ser feita de forma simples, usando tags com códigos exclusivos (do_not_sell_to_UK), que define a intenção rapidamente para cada localização.

Por que a localização dos aplicativos mobile é importante em uma economia global?

Melhores práticas de localização de aplicativos

De forma bem resumida, a localização de um aplicativo permite que usuários que não falam a sua língua também utilizem o seu app. Mas isso não é tudo. A localização em uma economia global é fundamental por três motivos:

1. Ela melhora a experiência do usuário internacional

Nunca subestime o poder de uma boa UX. Atualmente, os usuários passam cerca de 4,8 horas por dia nos aplicativos mobile. O blog da AppsFlyer está repleto de conteúdos sobre a importância da UX, de ter um aplicativo e como obter lucro nessas 4,8 horas. 

Quando se trata dos seus usuários internacionais, a localização do seu aplicativo mobile nunca foi tão importante. Um aplicativo que foi traduzido de forma adequada pode te ajudar a se infiltrar em um novo mercado – criando experiências positivas para clientes, que se tornarão defensores e promotores da sua marca. 

Se não acredita em nós, gostaríamos de compartilhar que uma pesquisa feita pelo Google registrou que “89% dos usuários apresentam maior probabilidade de recomendar uma empresa após uma boa experiência mobile.”

2. Aumente seu ranking na loja de aplicativos

Mas antes, um passo de cada vez. Para realmente ter um alcance global, primeiro você precisa de uma audiência mundial. Por esse motivo, o iTunes App Store e o Google Play Store oferecem opções que podem te ajudar. 

O iTunes App Store está disponível em 175 países e 40 línguas, enquanto o Google Play está disponível em mais de 190 países. 

O iTunes oferece aos desenvolvedores de aplicativos da Apple um guia com o passo-a-passo para o desenvolvimento de um aplicativo mobile localizado. Além disso, ele também oferece a exportação de Xcode para a localização. Isso permite que os desenvolvedores exportem as devidas localizações para as regiões e idiomas para os quais eles possuem suporte. 

Da mesma forma, a Google oferece aos desenvolvedores de aplicativos do Android um “tutorial” para a tradução e a localização de seus aplicativos. No lugar de fornecer um código de exportação, o Google permite que você “adicione traduções para a página de listagem do seu aplicativo, arquivos APK, strings ou produtos in-app. Você pode adicioná-las por si próprio ou comprá-las e implementá-las por meio do Play Console”.

Ou seja, a localização do seu aplicativo mobile amplia a sua rede de usuários em potencial. Agora, mais pessoas podem encontrar o seu aplicativo ao utilizar palavras-chave em suas línguas nativas, permitindo que todo o mundo conheça o seu produto (e, possivelmente, instale seu aplicativo).

3. Impulsione o engajamento internacional com o seu aplicativo

Pesquisas mostram que, dentre os usuários mobile, 78% dos clientes apresentam maior probabilidade de fazer uma compra quando o conteúdo da loja online foi localizado. Assim, fica claro que, para que o seu aplicativo se mantenha à frente da concorrência e eventualmente conquiste o mundo, a localização é fundamental.

Qual é a diferença entre a localização e a internacionalização de um aplicativo mobile?

A internacionalização do aplicativo pode parecer um sinônimo para localização. No entanto, embora os dois processos estejam relacionados, eles não são a mesma coisa. A internacionalização se trata da personalização do código, enquanto a localização se trata da personalização do conteúdo.

O que é a internacionalização do aplicativo

A internacionalização (muitas vezes abreviada para i17o em português ou i18o em inglês) é o método de criação do seu código antes da localização. 

A principal diferença entre a localização e a internacionalização é o fato de que a localização não exige que seja feito um planejamento anterior ao processo de desenvolvimento, ao contrário do que ocorre com a internacionalização. Isso ocorre pois é mais difícil modificar o código para a internacionalização depois que ele foi criado.

Quais são os desafios da localização de um aplicativo mobile?

Na realidade, esses desafios são uma oportunidade para expandir os seus conhecimentos e questionar suas certezas. O valor dessas lições vai muito além da localização do seu aplicativo, pois a diversidade é o que faz com que os humanos sejam incríveis (e são eles quem utilizam o seu aplicativo).

1. Choques culturais

A melhor maneira de ilustrar possíveis choques culturais é com uma salva de palmas de emojis, a não ser que você esteja na China. Na China, o emoji de palmas é utilizado como símbolo para “fazer amor”. Isso fez com que você repensasse todas as mensagens que você já mandou para os seus colegas chineses, não? 

Até para o uso de emojis, a localização exige que você faça uma pesquisa aprofundada sobre outras culturas, para se certificar de que está agradando e não chocando potenciais usuários.

2. Abra espaço

Abra espaço, literal e figurativamente. Em um sentido mais geral, fazer parte de um mundo global significa abrir espaço para diferentes perspectivas. Em um sentido literal, isso significa que, no processo de localização, você deve considerar idiomas que ocupam diferentes tipos de espaços, como o hebreu ou o árabe. 

Você já está familiarizado com idiomas que são lidos da esquerda para a direita, mas e quanto aos idiomas que são lidos da direita para a esquerda? Como isso afeta a sua interface e a experiência dos seus usuários?

A App Store ajuda seus desenvolvedores a enfrentarem essa desafio de frente:

Localização do aplicativo: exemplo da App Store

3. Não se esqueça das datas

A não ser que você já tenha localizado um aplicativo, você provavelmente nunca parou para pensar sobre a ampla variedade de formatos de datas que existem no mundo.

Localização do aplicativo: encontros internacionais

Por exemplo, se o seu aplicativo está pronto para ser localizado para o inglês, alemão e japonês, então você terá que usar três formatos de datas diferentes (sério!).

6 práticas recomendadas para te ajudar a expandir o seu aplicativo para o mundo

A localização consiste em adaptar o seu aplicativo de acordo com as preferências de um mercado específico. Isso inclui unidades de medida, conversões de moedas, formatos de datas, normas culturais, diferentes leis e recursos tecnológicos.

Pode parecer um pouco assustador, mas a localização do seu aplicativo será menos desafiadora se você seguir as seguintes práticas recomendadas:

1. Faça diversas perguntas sobre o seu texto

Diferentes idiomas ocupam diferentes quantidades de espaço. E isso não se resume aos idiomas que são lidos da direita para a esquerda. Por exemplo, isso também inclui o chinês, japonês, coreano, ou outras línguas de raiz não latina. 

De repente, você se depara com textos verticais. Assim, na fase do desenvolvimento e do design do seu app, você deve criá-lo de forma a manter uma certa flexibilidade. Por isso, seu aplicativo precisa ser internacionalizado antes de ser localizado.

Conclusão: O desenvolvimento e o design do seu aplicativo devem ser flexíveis para acomodar diferentes idiomas e traduções.

2. Considere as características locais e use códigos ISO

Pensar sobre o idioma é o primeiro passo óbvio. Mas quando se trata da sua base internacional, considerar as características locais é fundamental.

Vamos imaginar o seguinte cenário. Você mora nos Estados Unidos e o seu melhor amigo mora no Canadá, sendo que ambos estão fazendo uma compra (em inglês) do mesmo item, no mesmo aplicativo. Na hora do checkout, seu item aparece no carrinho com o preço em USD, enquanto o item no carrinho do seu amigo é exibido com o preço em CAD. É incrível como isso ocorre com tanta rapidez e facilidade, não?

Conclusão: Use códigos ISO. Eles te ajudarão com as peculiaridades dos idiomas, moedas e unidades de medida de diferentes locais.

3. Crie um glossário e um guia de estilo para garantir a consistência global da sua empresa

Localização e consistência da marca

Se você optar por terceirizar as traduções ou contratar um tradutor interno, é importante criar um glossário e um guia de estilo para seu(s) linguista(s), para que eles possam manter a consistência de marca da sua empresa.

Conforme seu site publica mais conteúdos e amplia seu alcance global, um manual feito para seu(s) linguista(s) é a melhor maneira de garantir que a sua empresa transmitirá sua intenção, e não apenas palavras.

Conclusão: É muito mais difícil fazer isso depois de já ter localizado seu aplicativo. Portanto, desde o primeiro dia do desenvolvimento do seu aplicativo, comece a definir as terminologias para seu(s) linguista(s). Assim, conforme sua empresa cresce, a consistência das suas traduções e estilos de texto será mantida.

4. Faça testes beta e explore novas culturas

Faça testes A/B ainda mais detalhados. Teste seu conteúdo, UI (interface do usuário) e UX em um nível cultural completamente novo.

86% dos clientes afirmam que estão dispostos a pagar mais por uma experiência do cliente melhor. A melhor maneira de encantar seus usuário é oferecendo uma experiência que faça sentido para eles e com a qual eles queiram se engajar. Ao fornecer um conteúdo e contexto culturalmente relevantes, você aumenta as chances de criar boas experiências para seus usuários. 

Conclusão: Faça testes com usuários selecionados e falantes nativos de cada região para a qual você pretende se expandir antes do lançamento oficial.

5. Evite usar formatos de codificação rígida

A única coisa na qual podemos confiar neste mundo é que o mundo é totalmente inconsistente.

Desde os formatos de datas até a divisão das horas em 24 ou 12 horas, parece que não conseguimos chegar a um acordo. Portanto, evite usar a codificação rígida (hardcoding) em qualquer tipo de texto, principalmente quando se trata de datas, horários e moedas.

Conclusão: Use formatos padrão, que podem se adaptar facilmente a qualquer alteração de data, hora e moeda.

6. Não se esqueça de localizar seu aplicativo na loja de aplicativos

Sabemos como é difícil fazer com que o seu app seja descoberto nas lojas de aplicativos, o que faz com que essa prática seja imprescindível para todas as outras práticas.

Localize seus metadados na loja de aplicativos, e inclua a tradução para o máximo de idiomas possível. Mesmo que seu conteúdo in-app ainda não tenha sido localizado para esses idiomas, sempre comece traduzindo sua página na loja de aplicativos. Localize o nome do seu app, palavras-chave, sua descrição e capturas de tela.

Inevitavelmente, isso impulsionará a descoberta do seu aplicativo em novas regiões. Além disso, há o benefício adicional da otimização da app store (ASO). No entanto, sua disponibilidade mundial também significa que você terá que realizar otimizações para cada país. A localização é uma parte integral da ASO – pois ela abre portas para um mundo de novos usuários em novos mercados.

Conclusão: Localize seu aplicativo na loja de aplicativos até mesmo para as regiões para as quais o seu aplicativo ainda não está pronto. O primeiro passo para ter um aplicativo global é certificar-se de que seu aplicativo seja visível no mundo todo.

Principais conclusões

Uma vez que seu aplicativo foi localizado, você ainda possui algumas etapas a serem completadas. Conforme o alcance do seu aplicativo e da sua empresa cresce, você terá que adicionar novos recursos ou fazer alterações em seu app. De certa forma, focar em regiões locais para ampliar seu alcance global é um processo que nunca acaba (assim como o desenvolvimento de um aplicativo).

Por isso, aqui está tudo o que você precisa lembrar sobre como localizar o seu aplicativo mobile para dominar o mundo:

  1. O foco regional é a única maneira de fazer com que seu aplicativo se torne global.
  2. A localização de um aplicativo mobile consiste em ajustar as funcionalidades e a interface de um app para se adequar aos diferentes mercados globais.
  3. A localização do seu aplicativo é essencial para que você possa competir e dominar a economia mobile global.
  4. Antes da localização, seu aplicativo deve ser internacionalizado. A localização se trata do conteúdo, enquanto a internacionalização se trata do código.
  5. Ao localizar o seu aplicativo mobile, existem alguns desafios que você deve considerar, como as diferenças culturais, o espaço ocupado por cada idioma e diferentes sistemas de datas internacionais. Dito isso, vale a pena considerar esses aspectos para o seu aplicativo e seu negócio como um todo!
  6. Durante o processo de localização, lembre-se de nossas 6 práticas recomendadas: use um tamanho de texto flexível, conheça as características dos países (e não apenas seu idioma), mantenha a consistência da empresa, faça testes beta, evite usar codificação rígida e faça a localização na loja de aplicativos. 

Einav Mor-Samuels

Com ampla experiência em marketing digital, Einav é redatora de conteúdos na AppsFlyer. Ao longo dos últimos 15 anos, ela obteve ampla experiência sobre o ecosistema do marketing mobile, pesquisando tendências de marketing e oferecendo soluções personalizadas para os problemas digitais de nossos clientes. A Einav escreve seu conteúdo usando insights baseados em dados, e transforma até os assuntos mais complexos em conteúdos claros e acessíveis.

Receba notícias de marketing e insights de especialistas direto em seu e-mail