Identity for advertisers (IDFA)

O IDFA é um identificador aleatório exclusivo que a Apple atribui a cada dispositivo.

O que é o identificador para anunciantes (IDFA)?

Atuando de forma semelhante a um cookie para dispositivos, o IDFA era tradicionalmente usado pelos anunciantes para mensurar como os usuários interagiam com seus anúncios ao longo da jornada do usuário.

No entanto, ao contrário dos cookies de navegador, que têm uma vida útil curta, um IDFA permanece ativo até que um usuário o reinicie manualmente. 

Como parte do esforço da Apple de ampliar a privacidade nos iPhones, a empresa passou a colocar a mensuração na mão dos usuários, implementando um mecanismo de permissão. Para isso, é usado um prompt, ou notificação, chamado de Framework de App Tracking Transparency, ou ATT.

Esse prompt de permissão é a nova versão das inovações da Apple sobre a privacidade (anteriormente, havia o LAT).

IDFA

Por que o IDFA era tão importante para a mensuração mobile?

Ao atribuir um ID a um determinado dispositivo do iOS, os anunciantes conseguiam obter informações mais granulares sobre as atividades dos usuários dentro de uma determinada campanha, o que os ajudava a otimizar suas estratégias e orçamentos.

Dito isto, como mencionamos acima, a Apple criou um framework de App Tracking Transparency, no qual os usuários precisam permitir que os anunciantes mensurem sua atividade. Isso significa que a mensuração ficou um pouco mais complicada.

O IDFA ainda é relevante para a mensuração?

O IDFA claramente ainda não é obsoleto, e as estatísticas mais recentes mostram que as taxas de permissão à ATT são de cerca de 39%.

Embora a Apple ofereça uma solução chamada SKAdNetwork, que pode ser usada pelos anunciantes para atribuir impressões e cliques às instalações de apps no iOS sem revelar nenhum dado a nível do usuário ou do dispositivo, ela não é perfeita. Alguns comentam que, assim como em um “jardim murado” metafórico, poderia haver problemas com ad networks que fazem a atribuição como bem entendem, pois são elas que relatam o que está acontecendo em seus bastidores em contraste com um terceiro imparcial.

Conforme o ecossistema evolui, o IDFA se tornará menos relevante na discussão em torno da mensuração e dará lugar a ferramentas que envolvem machine learning e análises preditivas.

Comece a fazer as escolhas certas